quarta-feira, 17 de abril de 2013

Caminhando sob a neblina

.

É manhã de segunda -feira. A manhã fria revelou -me também uma cidade envolvida  por uma neblina densa e úmida.


Sinto a brisa fria a me refrescar a face ainda cálida pelo calor do dia anterior.
Ah, essa mistura de estações! Fenômeno belíssimo aos olhos do observador atento e sensível às nuances da natureza. 
A cada dia uma nova roupagem...A cada dia um novo sinal... A cada dia uma nova expectativa de vida...
Deixo que aquele frescor penetre em mim... inalo o ar fresco e puro, cheirando a terra molhada.
Sinto os cabelos umedecidos a me fustigar o rosto. Aperto o passo...
Um farol surge ao longe... Um dos poucos sinais de movimento na avenida...


 Passa por mim uma bicicleta e logo a perco de vista.... 
Uma senhora também caminha devagar, como se a saborear aquele momento , como se a pouca visibilidade paradoxalmente lhe desse proteção...



Chego ao meu destino... os carros estacionados mais parecem fantasmas envolvidos pela neblina espessa...
Árvores derramam  gotas  geladas sobre seus capôs... como ressentidas com a mudança brusca de estação...


Um último olhar para trás, inspiro mais uma vez aquele ar frio como se a me abastecer com ele.
E então penetro no recinto fechado . Ali todos parecem alheios a essa incrível faceta da Natureza! 


Poderá também gostar de:

gosto da chuva 


3 comentários:

  1. Meu Deus, como é bom o cheiro da terra molhada! Que bênção! Obrigada por compartir essa experiência. -- Seu post foi o segundo do dia que eu li com fotos e texto em louvor à natureza! Comovente!
    Paz

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Eu adoro esse clima de neblina. Faz tanto tempo que não vejo esse clima. Em São Paulo, raramente acontece. Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eh, Fábio.. São Paulo que era da garoa, agora São Paulo das enchentes he he he ...

      Excluir