quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Que cor vestir na virada do ano? Que alimentos consumir?


Bem, a tão esperada virada de ano chegou. Estamos em contagem regressiva, apenas seis horas para fazermos a tradicional “passagem de ano” Momento de grandes expectativas, muita agitação nas ruas . Todos querendo se sobressair neste importante momento.

É o término de um ciclo e o reinício de outro. E a ocasião acaba gerando um misto de sentimentos nas pessoas , todas desejando realização de sonhos , acontecimentos inesperados que possam dar novo rumo à vida .

E isto tudo transparece na inquietude com que ficam principalmente as mulheres no tocante ao “que vestir “ e que alimentos consumir para entrar no novo ano com o pé direito.

Diz a tradição que na virada do ano aquilo que você come e a maneira como se veste diz muito do que se espera alcançar no novo ano .

Então fica aquela loucura : visto branco, amarelo , azul , lilás , verde ...ou qualquer outra cor.

Fique bem claro que a cor escolhida pode ser acrescida inclusive nos acessórios. Não fique no desespero porque não conseguiu comprar aquele lindo vestido branco de renda exposto na vitrine e que ultrapassava em muito seu orçamento.

Eu , particularmente digo que vista branco, vista rosa, vista azul ou até preto que significa independência e firmeza de decisão, o importante que você vista sempre “a camisa da esperança”.
Porque sem esperança não se vai a lugar algum, nada se renova. A esperança é a força que nos impulsiona a tomar atitudes que renovam a maneira de pensar e leva a transformações.

A Esperança é mais que vestir a cor verde, é “mais que uma atitude mental positiva.” “É olhar diferenciado para tudo e todos e ter um olhar confiante que possibilita ver além da realidade visível.”(Enrique Chaij)

Quanto ao que comer , minha amiga, eu particularmente sempre coloco alimentos saudáveis à mesa. E pelo adiantado da hora da ceia , nada como alimentos leves como frutas ou oleaginosas.

Agindo assim você estará cuidando de sua saúde, evitando reações indigestas, porque tanto as frutas em geral como as castanhas e nozes possuem vários benefícios já comprovados pela medicina. Evite excesso de bebedeira e tudo ficará bem , sem ressacas, sem qualquer outra sensação de mal estar.


Para os mais supersticiosos, diz a tradição para evitar carnes de aves e caranguejo . A primeira porque são animais que ciscam para trás e ninguém quer entrar no ano novo “jogando dinheiro fora”. Já o caranguejo anda de lado, portanto não trará boas novidades para o novo ano.

No mais, divirta-se , curta o momento com o amore ou com a família e amigos . Afinal ,quantos não tiveram a graça de ver o alvorecer deste um novo ano.
Agradeça a Deus pelo privilégio da vida que vibra dentro de você . Agradeça a Deus pelos familiares e amigos que caminham com você . Peça a Deus por eles.

Dai-nos força e confiança , Senhor ,para continuarmos seguindo firme a nossa missão. Pedimos paz , saúde , compaixão pelo próximo, paciência solidariedade e espírito de união. Aumenta em nós a esperança de podermos um dia contemplar um mundo mais fraterno e mais humano. Amem!”

FELIZ ANO NOVO A TODOS MEUS LEITORES! OBRIGADA PELA COMPANHIA DURANTE O ANO QUE ESTÁ FINDANDO. VOLTAREMOS A NOS ENCONTRAR EM 2015 !
FIQUEM EM PAZ!


terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Momentos eternizados na memória e no coração

Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz. Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz. Às quatro horas, então, estarei inquieto e agitado: descobrirei o preço da felicidade! Mas se tu vens a qualquer momento, nunca saberei a hora de preparar o coração... "( trecho do livro "O Pequeno Príncipe)


A Felicidade começa na véspera
Lembrei-me desse trecho do livro “Pequeno príncipe” para ilustrar com clareza e veracidade a ansiedade que toma conta de cada um de nós às vésperas de qualquer evento importante , do qual seremos protagonistas.
E qual avó não fica feliz na iminência da chegada dos netos que não vê há meses? Ainda mais quando a vinda é para todos juntos partilharmos esse sublime momento do Natal de Jesus.
Tudo precisa ficar perfeito! São os brinquedos trazidos pelo papai Noel, os arranjos natalinos que precisam atrair a atenção das crianças incluindo a árvore de natal que tem que ser bem colorida e iluminada...
Ah, e as guloseimas também. Muito sorvete e chocolate prá desespero da mamãe e delícia das crianças...
 Antevéspera de Natal... eles estão prá chegar! A agitação aumenta. Últimos retoques, últimos preparativos.. . Última ida ao supermercado.. . tudo está no seu lugar...

A ansiedade parece ser recíproca. Quando o carro para no portão, o Lucas de longe já abre um sorrisão tão lindo e feliz que eu me perco nele. Desce rapidamente do carro e seu abraço é tão acolhedor e afetuoso que tudo parece sumir naquele momento. Ficamos os  dois ali abraçados , minutos que parecem eternos...Ah, eu queria que o mundo parasse e daquele abraço nunca me libertasse...
A magia se desfaz... agora é correr para ver o quintalzão da vovó prontinho para as brincadeiras da garotada....a “caminhonetona” do vovô pronta para as aventuras no sítio.

Maria Eduarda , dentro de seus 18 meses , a princípio parece um pouco fora de contexto. Afinal , foram poucas as vezes que viu a vovó neste curto espaço de tempo. Mas , parece ter memória fotográfica e assim que vê o quintal e o portãozinho que a leva até o bichano no quintal ao lado, já me pega pela mão para conduzi-la . Sabe que o bichano está por ali. Então já se sente em casa....

E assim, foram cinco dias de muita alegria, muita vida compartilhada, muito riso , brigas e choros também. Porque quem disser que dois irmãos nesta faixa etária não brigam está mentindo.
Brigam,disputam, choram , se estapeiam , mas não se largam...E os adultos se esforçando para fazer julgamentos justos:" Quem pegou primeiro o brinquedo, de quem é a vez de sentar na cadeirinha , de quem é colo desta vez … etc, etc,. E , a Maria Eduarda como menorzinha, mas esperta se aproveita da situação deixando o Lucas desesperado porque não pode montar seu brinquedo sossegado sem que a irmãzinha desmanche...."
É um Deus nos acuda....E neste clima alegre, mas às vezes agitado , o tempo passou muito rapidamente. A casa ficou vazia , tão vazia que o silêncio chega a incomodar .| Não há mais brinquedos esparramados pela casa , a vozinha do Lucas me chamando: “vovó”... hoje vou dormir aqui na sua cama...vovó, posso comer chocolate? "vovó , quero torta de banana ..."
E a Maria Eduarda me puxando pela mão para o passeio rotineiro atrás do bichano...
Poucos dias , mas vividos em grande intensidade!






terça-feira, 23 de dezembro de 2014

O verdadeiro sentido do Natal



Antevéspera de Natal
aumenta a expectativa
Para muitos o esplendor desse dia
fica apenas no glamour da data
a casa arrumada
o cardápio elaborado
A família já chegando
para os festejos tão sonhados
Os presentes já comprados
Roupa nova também tem
seu lugar de destaque

O auge do clima natalino
envolve a todos
Musicas natalinas
se faz ouvir por todos os cantos
nos embalando
e nos remetendo aos tempos de criança
quando ingenuamente
nossos sapatinhos
na janela eram colocados
e passávamos a noite inteira
esperando pela visita do  bom velhinho

Hoje já crescidos
continuamos envoltos
por essa magia natalina
mas com a certeza de que
Natal sem amor
sem fraternidade
sem solidariedade
não é o Natal do Senhor
é apenas um verniz com que
recapearam data tão importante.

Hoje sabemos
que em meio a tantas luzes artificiais
há uma Luz nessa festa sim
Não uma Luz artificial
Mas uma Luz em meio às trevas
Que poucos conseguem enxergar
e veio para nos chamar ao Amor
e à conversão que gera transformação

Paz, União, Prosperidade, Amor
deixarão de ser palavras vazias
e realmente acontecerão
quando chegarmos à compreesnsão
do verdadeiro significado do Natal.
Edite

Que possamos todos sermos alcançados por essa Luz. A Luz Divina que deve nos acompanhar por todos os dias do novo ano que está chegando.
FELIZ NATAL A TODOS!


domingo, 21 de dezembro de 2014

evangelizar é preciso: Natal ontem, hoje e sempre!

evangelizar é preciso: Natal ontem, hoje e sempre!





evangelizar é preciso: Natal ontem, hoje e sempre!



Natal é ontem, hoje e sempre!E presente, é passado e é futuro!

Hoje Ele necessita nascer e ser acolhido na gruta de nossos corações, na
partilha da vida em nossos lares e famílias e no acolhimento dos que
mais sofrem pelo mundo. 


continue lendo...

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Natal...hora de revirar as gavetas




Revirando as gavetas

Estive revirando as gavetas
Colocando-as em ordem
Limpando-as do pó acumulado com o tempo
Separando papéis
Rasgando uns
Jogando fora outros

Muitos papéis encontrei
Amarelecidos pelo tempo
Corroídos pelas traças
Outros de que já nem me lembrava mais
Esquecidos em um canto
Mas que significavam um marco importante
Na composição de minha história

E assim limpando as gavetas
Refleti que aquele gesto tinha um significado simbólico
Limpar as gavetas pode significar
Passar a vida a limpo

Revire suas gavetas
Dê um balanço em suas atitudes
Como anda seu compromisso
Com a família
Com o próximo
Com a comunidade?
Já deu um balanço em seus sentimentos?
pensou em quanta amargura,
ódio, ressentimentos
ciúmes, inveja
podem estar aí
corroendo sua alma
como as traças corroem os papéis?

Guarde desejos intensos
De Paz, Saúde, Prosperidade
 Valorização e respeito pela vida
Mas não apenas os guarde
Não os deixe esquecidos no fundo da gaveta
Transforme-os em realidade
Reveja conceitos, recupere sentimentos perdidos
Perdoe...

Não apenas alimente o desejo de um mundo melhor
Mas trabalhe por um mundo melhor
Assim todos juntos em comunhão fraterna
 Independente de raça, cor ou religião
Sentados à mesma mesa
Partilhando os mesmos desejos, os mesmos sonhos
A mesma alegria
O mesmo amor
Todos unidos no grande Abraço da paz!
***********************************************************************
Natal é a festa máxima da reciprocidade do amor  de Deus para com o homem e deste para com Deus. Vamos acolher Jesus na gruta de nossos corações, na partilha da vida em nossos lares e famílias e no acolhimento daqueles que são excluídos pela sociedade.
Que todos possamos ter um Natal santo e abençoado! 

**************************************************************************************************


Tem texto novo lá no  http://meukantinhodaarte.blogspot.com.br
Fiquem à vontade para visitá-lo, aprender algumas técnicas simples  de artesanato para presentear neste Natal e ainda extrair de lá uma mensagem positiva de amor natalino.
Mais importante que presentear , é fazer-se presente na vida do outro.

 obrigada pela atenção! 
http://meukantinhodaarte.blogspot.com.br

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Não havia lugar para eles...

E deu à luz o seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem.” (Lucas 2.7).

Não houve consideração para com eles, para aquele pai que acompanhava a humilde esposa grávida. Não houve consideração para ambos . A estalagem estava repleta. Eram muitos os hóspedes. Quem se ocuparia com uma humilde serva prestes a dar a luz ? Mesmo que a criança que trazia no ventre fosse o tão esperado Messias, o anunciado.

Atualizando o nascimento de Jesus, podemos vê-lo ainda hoje para muitos não desejado, para o qual não existe lugar cativo na sociedade. Percebemos isso através dos pobres e excluídos , crianças rejeitadas, vítimas da arrogância e prepotência de nossas autoridades.
Falo aqui do descaso com a saúde , a espera interminável nas salas de espera de hospitais que acabam por trazer consequências traumatizantes e inaceitáveis nos dias de hoje.
Cenas que revoltam, nos deixam indignados , perplexos ,mas às quais a população menos favorecida se vê refém.
A mídia tem nos presenteado com acontecimentos que ferem a dignidade do ser humano
Crianças que ainda nascem em chão de sala de espera de hospitais ,no  chão de banheiro. A interminável espera no aguardo ao atendimento não intimida os bebês que não escolhem a hora de vir ao mundo.

Hoje os noticiários nos informaram de um fato assim, ocorrido em um hospital particular de Campo Grande. O que vem constatar que não só os hospitais públicos estão doentes , mas o mal já se alastrou.
Esta é a manchete dos jornais de hoje: Mãe que chegou ao hospital já sentindo as primeiras dores . Orientada a esperar, após uma hora de espera ( segundo noticiários), o bebê nasceu ali mesmo com a ajuda de pacientes que também aguardavam. Não houve tempo ou boa vontade para sala de repouso ou sala de parto!
 
É a história voltando no tempo : “não havia lugar para eles na hospedaria!'
Nasceu ali mesmo, a mãe humilhada , sentindo-se exposta num momento íntimo, momento que deveria ser só seu e do bebê tão esperado.
Nos dias de grande febre tecnológica, sempre há alguém por perto, de celular em punho, pronto a gravar desrespeitosamente uma cena tão particular e sublime : o nascimento de uma vida , mesmo que em circunstâncias adversas.
Não basta presenciar! É preciso gravar, publicar ...É grande a fome por publicidade!
Não sei até que ponto a justificativa “denunciar" o ocorrido através de fotos ou gravações é aceitável, porque por outro lado expõe também mãe e filho em vídeo que em questão de minutos estará no YouTube correndo o Brasil e o mundo.
No caso em questão, a mãe já publicou em rede social, desmentindo o ocorrido. Diz que foi muito bem tratada e que não esperou nem 5 minutos. Pede que o jornal de campo Grande se retrate.

Uma tentativa de se proteger e ao filho também? Como de fato ocorreu ?
A mídia já explorou o ocorrido ao extremo. Verdade ou mal entendido , o vídeo já corre solto. Mesmo que seja retirado, o mal já está feito...
Porque o que fica é sempre a primeira impressão.